Caçapava Online Tv
Fale com o delegado
Carro

Região

Inpe realiza testes em gerador solar do satélite Cbers-4

Públicado em: 07/05/2014 às 22:14:52  
O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) realiza os últimos testes no gerador solar do Cbers-4, o quinto Satélite Sino-Brasileiro de Recursos Terrestres feito em parceria entre Brasil e China. O trabalho é realizado no Laboratório de Integração e Testes, em São José dos Campos.

O gerador do solar, responsável por captar a luz do sol e converter em energia para alimentar o satélite, deve ser enviado para a China na quinta-feira (8). Lá, o equipamento deve ser integrado ao corpo do satélite que está em fase de montagem. Até a data do envio, o equipamento, que tem mais de 16 metros e pesa 55 quilos, deve passar por testes acústicos, inspeções visuais e elétricas e de abertura do painel.

O quarto satélite da parceria entre o Brasil e a China teve sua produção adiantada para o fim deste ano após o fracasso na tentativa de enviar ao espaço o Cbers-3 em dezembro de 2013. Com isso, a montagem já é feita desde o fim do ano passado na China e no Brasil. O satélite está programado para ser lançado da China na segunda semana de dezembro próximo.

O Cbers-4 terá o mesmo formato e mecanismos do Cbers-3, com modernização da tecnologia das câmeras de observação da Terra, segundo a AEB. O equipamento deve ser concluído em setembro e transportado para a base de lançamento chinesa em outubro, localizada na província de Sanxi, a 700 km de Pequim.

Apesar do corte sofrido de 10% no orçamento da agência brasileira – caiu de R$ 345 milhões em 2013 para R$ 310 milhões em 2014 – o investimento no novo satélite deve permanecer o mesmo aplicado no Cbers-3, cerca de R$ 160 milhões. A participação na construção permanece dividida em 50% para a China e 50% para o Brasil.

O equipamento tem o objetivo de captar imagens que serão usadas pelo governo brasileiro para monitorar os setores agrícola, florestal, e no controle do meio ambiente.

Comentários

Nome:

Email ( não publicado ):

Comentáio: