Caçapava Online Tv
Fale com o delegado
Carro

Esporte

Copa do Mundo – 2006

Públicado em: 20/05/2014 às 15:32:04  
O mundial de 2006 realizado na Alemanha começou com um grande favorito ao título, o Brasil, que havia as mais importantes competições que antecederam ao campeonato. O quarteto ofensivo formado por Kaká, Ronaldinho Gaúcho, Adriano e Ronaldo era o ponto forte.

Porém a seleção brasileira decepcionou. A fase de preparação realizada na cidade suíça de Weggis foi marcada pela falta de organização, com muita festa e pouco trabalho, o que refletiu diretamente no desempenho do time, que foi eliminado nas quartas-de-final pela França. Destaque do Brasil nesta Copa foram os três gols anotados por Ronaldo, que assumiu o posto de maior artilheiro da história das Copas com 15 gols. Ele havia marcado quatro em 1998 e oito em 2002.

O título ficou com a Itália, que ao contrário do Brasil chegou a Copa totalmente desacreditada e com um escândalo de manipulação de resultados envolvendo o campeonato do país. Dentro de campo, os italianos mantiveram a característica de possuir uma defesa quase instransponível (sofreu apenas dois gols em sete partidas) e jogadores de talento como Buffon, Pirlo, Totti e Del Piero.

Na primeira fase, os italianos ficaram em primeiro lugar da chave que também era formada por República Tcheca, Estados Unidos e Gana. No mata-mata, o time eliminou Austrália, Ucrânia e Alemanha. Na decisão, a Itália bateu a Franças nas cobranças de pênaltis e ficou com o tetracampeonato.

A final do mundial marcou a despedida de um dos maiores jogadores da história, o francês Zidane, que foi expulso na prorrogação após acertar uma cabeçada no zagueiro Materazzi.


Curiosidades da Copa

. Apenas pela quinta vez na história das Copas, nem Brasil ou Alemanha estiveram na decisão do torneio.

. O jogo entre Portugal e Holanda, válido pelas oitavas-de-final, ficou marcado pela violência. Foram 12 cartões amarelos e quatro vermelhos. No final, vitória portuguesa por 1x0.

. Brasil e Espanha receberam o troféu Fair Play, sendo consideradas as seleções mais disciplinadas da competição.

. Cinco equipes contaram com jogadores naturalizados brasileiros: Zinha (México), Deco (Portugal), Marcos Senna (Espanha), Alex (Japão) e Francileudo (Tunísia).

. Quatro seleções foram treinadas por brasileiros: Felipão (Portugal), Zico (Japão), Alexandre Guimarães (Costa Rica) e Marcos Paquetá (Arábia Saudita).

. Com o gol marcado na decisão, Zidane se juntou a Vavá, Pelé e Breitner como únicos jogadores a marcarem gols em duas finais de Copa.


(Foto: Mascote)

Comentários

Nome:

Email ( não publicado ):

Comentáio: