Caçapava Online Tv
Fale com o delegado
Carro

Saúde

Consumidores reclamam da venda de carne estragada

Públicado em: 20/09/2013 às 18:34:58  
A loja de uma grande rede de supermercados, segundo clientes, está vendendo carne em promoção estragada. Emerson Barbosa percebeu o mal cheiro logo que sua mãe chegou com às compras em casa. A coloração diferente da carne de frango também chamou atenção e o odor só confirmou que a carne estava estragada. “O cheiro era insuportável”, disse ele.

Apesar das características incomuns de um produto em condições de venda, o frango estava dentro do prazo de validade.“Não é a primeira, não é segunda vez neste mesmo supermercado”, afirmou Maria das Graças, que também comprou a carne estragada.

Em forma de protesto, Emerson Barbosa, postou uma reclamação nas redes sociais e, logo em seguida, outros consumidores reclamaram que passaram pela mesma situação no mesmo supermercado.

De acordo com a Vigilância Sanitária de Caçapava, é necessário que os consumidores que se sintam prejudicados ao comprarem produtos estragados façam uma reclamação pessoalmente na sede da entidade ou nas Unidades de Saúde dos bairros, para que os casos sejam investigados.

Já o PROCON da cidade irá aumentar a fiscalização em todos os estabelecimentos de Caçapava a partir da próxima semana.

Por nota à assessoria de imprensa do supermercado disse que eles seguem às normas da Vigilância Sanitária, e que todas as carnes comercializadas são inspecionadas pelo SIF (Serviço de Inspeção Federal).

Comentários

osvaldo de sa diz:

Publicado em 22/12/2013

so depois que acontece as coisas ´´e que os orgaos publicos resolvem fiscalizar sabe o que da para interpretar? que estes orgaos pegam subornos e se acontece algo ai eles fazem pressao, e as mesma coisa que as maquinas caça niquel a polcia sabe porque pega por fora e dai avisam os donos para ter cuidado mas na proxima eles vao e recolhem tudo mas antes disto a corrupção corre solto no nosso grande Brasil, isto e geral so nao ve quem não quer tudo palhaçada, isto e o meu desabafo;

Nome:

Email ( não publicado ):

Comentáio: