Caçapava Online Tv
Fale com o delegado
Carro

Cotidiano

Enem: Entender o exame nas férias de julho pode render pontos preciosos

Públicado em: 11/07/2014 às 11:29:25  
Durante o período de férias, os 9,5 milhões de candidatos inscritos no Enem podem aproveitar para mergulhar no conhecimento das características do exame que vão prestar nos dias 8 e 9 de novembro. Mais do que se atentar para a preparação técnica das disciplinas tradicionais, como português, matemática, física, geografia, que são assim trabalhadas na Educação Básica, o mês de julho pode ser decisivo para ver como as questões que envolvem essas disciplinas serão exigidas.

Como se sabe, em vez das matérias conhecidas na escola, o Enem é dividido em quatro áreas: Ciências Humanas, Ciências da Natureza, Matemática e Linguagens e Códigos. E é aí que começam os pontos de atenção para os estudantes: cada uma dessas quatro áreas tem 30 habilidades, divididas entre 6 e 8 competências, que serão averiguadas nas 180 questões do Enem. Todos esses itens formam a estrutura do exame e, se bem compreendidos, auxiliam efetivamente os alunos nos seus estudos.

Da mesma maneira que há habilidades e competências diferentes, há também eixos cognitivos, desta vez comuns, entre as áreas. São eles: dominar linguagens, compreender fenômenos, enfrentar situações-problema, construir argumentação e elaborar propostas. “Ao entender o que se pede no eixo ‘compreender fenômenos’, o estudante saberá que deve se atentar, por exemplo, para fazer conexões com o que acontece no mundo”, diz Tadeu da Ponte, da Primeira Escolha, especialista em avaliações educacionais. “A partir dessa informação, o estudante pode identificar um tema e ver todos os aspectos que o permeiam”, completa.

Mais do que apenas lembrar, decorar ou mesmo saber de uma informação, o Enem cobra dos estudantes a capacidade de conexão, de relação entre temas. Esse é um dos principais diferenciais do exame e que lhe confere o título de mais importante do Brasil.

Principais dicas até o exame:

1 - Leia o edital do Enem na íntegra, mais de uma vez, atentando-se bastante para a matriz de referência do exame;

2 - Informe-se sobre os bons simulados que vão acontecer até o exame, para participar e extrair informações positivas para a sua evolução; estudos indicam que essa prática, se bem feita, pode melhorar em até 20% o rendimento na prova;

3 - Resolva questões das edições anteriores, sempre tomando o cuidado de corrigi-las e, mais do que isso, fazendo uma análise crítica de cada questão; é preciso observar o contexto, a situação problema e o raciocínio necessário para resolvê-las;

4 - procure desenvolver o hábito de associar informações obtidas em diferentes meios e situações. Ouvir uma notícia na imprensa, participar de uma discussão com um professor e conversar em casa sobre o mesmo tema desenvolve o modelo de raciocínio valorizado nas questões do Enem;

5 - Não perca tempo procurando atalhos que possam trazer mais pontos. O Enem é uma prova extremamente sofisticada, bem elaborada e pré-testada. Para se dar bem e conseguir uma boa pontuação, é preciso estar tecnicamente preparado e informado sobre a prova.

Comentários

Nome:

Email ( não publicado ):

Comentáio: